Medidas de crédito no contexto do COVID-19

 12 de março de 2021 - 10h02

A equipe do Projeto INPRO (Incubadora de Projetos Organizacionais e do Trabalho), que constitui-se em um projeto de extensão universitária pautado no princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, como parte integrante do Curso de Gestão e Empreendedorismo da Universidade Federal do Paraná-UFPR, publiciza o seu IV Boletim INPRO que tem o objetivo de apresentar e analisar as medidas estaduais e federais adotas no combate a essa crise tripla derivada da pandemia da Covid-19. O boletim está estruturado em três tópicos senda que a introdução está reproduzida abaixo. O segundo tópico descreve as principais medidas sanitárias e econômicas federais no combate a pandemia. O terceiro tópico descreve as principais medidas sanitárias e econômicas estaduais.

IV Boletim – Introdução-

As crises econômicas podem ocorrer provenientes de diversos fatores e alguns dos mais comuns são: problemas de falta de demanda e/ou impactos inflacionários e problemas decorrentes de efeitos exógenos como incidente econômicos, geopolíticos ou de grande calamidade pública. No contexto de crises econômicas muitas empresas passam por problemas de caixa e dificuldades na obtenção de crédito (problemas de liquidez).
A falta de obtenção de crédito e problemas de caixa podem reduzir os investimentos das empresas, promover demissões ou serem compelidas a encerrar suas atividades. Essa situação causa grande impacto para empresas, sobretudo para os pequenos negócios. Esses fatos foram evidenciados de forma latente na crise de 2008 com as restrições de liquidez das empresas americanas e na crise fiscal brasileira a partir de 2013.
As crises no Brasil acabam por ser devastadoras para aqueles em posição de vulnerabilidade social. Diante disso, as chamadas políticas anticíclicas acabam sendo tomadas pelos bancos públicos em sintonia com o Banco Central do Brasil – BACEN. As medidas voltadas para a melhoria da liquidez consistem em expansões das políticas de crédito (aumento de empréstimos e financiamentos) e medidas de socorro aos bancos menores. Essas medidas visam a liberação de crédito para a base da pirâmide e, dentre essas, as mais comuns são o microcrédito e as operações voltadas para os pequenos empreendedores. Essas formas de crédito são para o controle da crise e funcionam como ferramenta de inclusão social.
Atualmente o planeta passa por uma crise derivada da pior pandemia desde a Gripe Espanhola. Esta crise pode ser chamada de crise tripla da pandemia da Covid-19. A primeira delas é a crise comportamental, ou seja, como as pessoas lidam com a existência de uma pandemia, como lidam com o lockdown e com medidas de isolamento social. A segunda é a crise sanitária, ou seja, problemas de controle do vírus, problemas com leitos de hospitais e problemas logísticos para fornecimento de equipamentos e vacinas para um “país continental”. A terceira consiste na crise econômica, ou seja, os problemas decorrentes das estratégias de fechamento, redução da expectativa para investimentos e diminuição do consumo pela aversão ao risco.

IV Boletim INPRO

Confira todos os boletins do Projeto INPRO no link:  http://www.litoral.ufpr.br/portal/blog/noticia/inpro-publiciza-coletanea-de-boletins/

 

Rua Jaguariaíva, 512 - Caiobá
Matinhos, Paraná | CEP 83.260-000
Fone: (41) 3511-8300